Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘pilantras’

Desgraça pouca…

Ismael Evelson Ratzkob, o aproveitador

Ismael Evelson Ratzkob, o aproveitador

E as vítimas das enchentes sofrem mais um revés. Ano passado os desabrigados de Santa Catarina sensibilizaram o Brasil inteiro que prontamente doou roupas e gêneros alimentícios. Esta semana foi preso um empresário daquele estado que, em conchavo com funcionários da prefeitura de Ilhota, um dos municípios atingidos pelas chuvas, havia recebido parte das doações e estava vendendo roupas, sapatos, colchões (e até alimentos) em um brechó a R$ 1,00 cada peça. Segundo ele, recebeu esses itens como “doação” e, portanto, poderia fazer o que bem quisesse com os mesmos, além do que se tratavam de sobras de donativos que a prefeitura não teria onde colocar. Contudo as “sobras”, só de roupas,  correspondiam a mais de 400 mil peças.

Por terem sido doadas à administração pública, só através de processos licitatórios esses bens ficariam livres para serem doados a particulares, além do que são, em sua maioria, produtos não perecíveis que, bem acondicionados, poderiam ser destinados a várias famílias carentes em crises futuras.

Apesar dos apelos da Cruz Vermelha convocando a população para que não pare de doar, sobretudo às vitimas do Maranhão, é impossível não ficar desconfiado com o destino de nossos donativos após essa denúncia. Uma situação tão revoltante na qual determinadas pessoas se valem das boas intenções de quem doa  e da desgraça alheia para proveito próprio!

Anúncios

Read Full Post »

Aula de JoanitaAntes do julgamento, cerca de 200 pessoas fizeram uma manifestação de apoio a Jackson Lago em frente ao prédio do TSE  do Maranhão.  Os manifestantes – alguns membros de movimentos de trabalhadores sem terra, além de militantes vindos do Maranhão- trouxeram dois bonecos gigantes, um representando a senadora Roseana Sarney, e outro, seu pai, José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado. Os manifestantes simulavam espancar os bonecos.  A segurança em frente ao TSE foi reforçada por policiais militares, mas nenhum incidente foi registrado. O integrante do MST Claudinei Barbosa disse que a luta do grupo era “em nome da democracia”.

Democracia ou não, a militância comprada e vendida de Jackson Lago não serviu e não está servindo pra nada. Talvez pra passar vergonha. A sociedade maranhense? Nem aí. Tanto faz se é uma corja ou outra que suga.  Talvez isso explique ou ateste os 200 peladinhos que foram chorar uma última miséria pelo governador cassado. Ou os mil que se alojaram no Palácio. Bandeco grátis.  Enfim,  todos estão livres de Jackson e seu bando.

Não, todos sabemos e concordamos que talvez tenha coisa pior vindo por aí. Jackson se foi, mas o bando que vem é ainda mais astuto e esperto que o anterior.  Roseana já tomou posse, anunciou seu secretariado [tosco] e sai na semana que vem em licença para uma delicada cirurgia no cérebro. A “militância” torcendo pelo insucesso até da cirurgia, duvidam?

Aliás, a militância talvez nem seja mais militância, visto que era o governo que patrocinava. E o clã Sarney não costuma mandar fazer adesivos contra si mesmo. Dois meses e o povo todo que tava gritando contra Sarney, vai pedir pra mamar um pouco nas tetas dele. Duvidam?

Depois do julgamento, o circo continua. Jackson se nega a sair do Palácio. Ridículo. E Roseana não tem outra opção a não ser lutar ainda mais ferrenhamente pelo mandato de governadora, já que renunciou ao de senadora, o que é irreversível.

A história começa de onde não vai mudar. Os poucos que gritam só pensam em si. Os que só pensam em si não gritam nunca. Os que não gritam nunca esperam por mudanças. Os que esperam não fazem nada. Os que não fazem nada são todos.

Todos iguais.

Read Full Post »