Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘corja’

É 8 a 1

E em mais uma decisão teratológica, o Supremo Tribunal Federal, órgão de cúpula do Judiciário, guardião da Constituição e responsável, em última instância, em dizer o “direito”, entendeu que a profissão de jornalista independe de diploma, haja vista tratar-se de mera atividade intelectual. O presidente do órgão, Gilmar Mendes, chega a comparar um jornalista a um chefe de cozinha que, sem desmerecer a profissão deste último, em nada se assemelha aos profissionais do que já foi intitulado de 4º Poder.

Provavelmente, na cabeça desses “preclaros” ministros, para ser jornalista é desnecessária uma faculdade, ter conhecimento técnico, na verdade, os que atualmente ocupam uma cadeira universitária devem estar brincando de fazer jornalismo, já que um curso superior tornou-se supérfluo tendo em vista que, para ser jornalista, basta pensar, logo, até uma criança, que dispõe de intelecto, pode ser jornalista, assim, brevemente, veremos profissionais competentes que aprenderam sua profissão na teoria e na prática, serem substituídos por técnicos e pessoas despreparadas que não tem a mínima capacidade de elaborar um texto jornalístico, se posicionar diante de uma câmera ou fazer uma locução em uma rádio.

Não sou jornalista, mas entendo a necessidade de uma formação adequada para qualquer tipo de atividade que se pretenda desenvolver, logo, tal decisão é apenas uma forma de pressionar os profissionais e de arrochar salários.

Decepciona-me e me causa vergonha que aqueles que deveriam ter a imparcialidade e o discernimento para não se deixar levar pela manobra daqueles que temem uma impressa séria e comprometida com a verdade tenham decidido dessa forma. Parafraseando um anônimo que comentou acerca do tema no site do Estado de São Paulo: “Seguindo a mesma premissa observada por nosso Egrégio Supremo Tribunal Federal, sou advogado e sinto-me ameaçado, pois o mesmo direito constitucionalmente garantido à informação e à liberdade de expressão é previsto, também, ao acesso à justiça e ao direito à ampla defesa. OS SENHORES NÃO ACHAM QUE TAL DECISÃO ABRE UM PRECEDENTE PERIGOSO ?”. É a justiça referendando a falta de qualificação.

Read Full Post »

6CZB_0003_WEBA fama das Igrejas Protestantes em relação a doações financeiras recebidas já está formada, mas sempre questionada. Ou nem sempre. A Igreja Católica, por toda a sua tradição milenar e ligação direta com a gênese do indivíduo ocidental, às vezes, é esquecida ou acostumada a deixar-se de ser interrogada sobre sua intensa relação com dinheiro.

Em todo caso, o público consegue [às vezes, sem querer] ser informado e relembrado do quão rica é a igreja criadora da Inquisição, como o fez bem a Arquidiocese do Rio de Janeiro. Lá, o novo ecônomo [uma espécie de contador], Abílio Ferreira da Nova,  apura o uso de R$ 5,15 milhões [recebidos da Prefeitura] pela gestão anterior.

A troca de acusações começa e os podres pululam frente aos fiéis e infiéis [no melhor sentido]. Edvino Steckel, o ecônomo anterior, gastou, dentre outras coisas, quase R$100 mil reais só com a reforma de seu escritório. Do qual, Nova se orgulha de não utilizar, pois o dinheiro deveria ser destinado aos pobres, tadinhos.

Não são claros o motivos que levaram a Prefeitura do Rio a doar o dinheiro, nem quem vai ser culpado por alguma coisa, todavia, o caso poderá chegar ao Tribunal Eclesiástico, no máximo. Nada de Justiça ou Tribunal de verdade.

Nada de verdade.

Read Full Post »

Não, ainda não houve anúncio de aumento nas passagens dos coletivos em São Luís. Porém deve-se notar que entre greves, processos judiciais e paralisações outras, não sabemos o que é um reajuste do serviço de transporte público há sete anos. Mérito dos políticos bonzinhos do Maranhão? Ou obrigação deles de fato? A realidade é que esses sete anos não foram de tranquilidade no esforço da prefeitura em manter as passagens no seu preço atual. Dentre propostas de investimento no sistema de bilhetagem eletronica para coibir fraudes e redução de alguns impostos, as empresas têm segurado, em certo ponto a contragosto, o pretendido aumento. De certa forma, a situação foi lucrativa para ambas as partes, afinal as empresas receberam incentivo fiscal e a prefeitura segurou um “levante popular” nas palavras do procurador geral do município da gestão anterior.

Foi noticiado recentemente que há uma luta que tem se arrastado, e permanece sem definição, entre os funcionários e as próprias empresas de transporte público. Além do velho pedido de reajuste salarial e de ticket alimentação, eles querem ampliação do plano de saúde a seus dependentes. As empresas, por outro lado, querem que metade do plano de saúde seja pago pelos empregados, e obviamente fogem do reajuste salarial de seus empregados. O procurador regional do trabalho elaborou uma proposta de reajuste salarial e de tickets alimentação em 6% e a manutenção do pagamento integral dos planos de saúde pelas empresasa seus funcionários. A proposta parece ter sido bem recebida pelas partes, que ainda discutirão possíveis aplicações e alterações do proposto, antes de irem à próxima audiência que está marcada para a próxima segunda na Procuradoria Regional do Trabalho.

Na declaração dada pelo presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET) de São Luís, José Luís Medeiros, ao portal imirante, surgiu aquela velha questão empresarial: evitar greve e “discutir como vão fazer para garantir o pagamento”.

Nestes novos tempos de prefeitura, com tão pouco tempo ainda de mandato do nosso novo prefeito, não se sabe direito o que se esperar em termos de esforços para conter o levant… ops! o aumento das passagens. O jogo parece ter sido este durantes os sete anos: funcionários fazem greve, empresas dizem que não têm como pagar, prefeitura segura como pode. Mas a pergunta que não quer calar: as passagens desta vez vão aumentar?

Read Full Post »

O divino endiabrado em São Luís

O divino endiabrado em São Luís

E finalmente São Luís se conforma em apanhar de Cinturão. A Zona de Convergência Intertropical que parou sobre a cidade castigou brutalmente com o maior volume de chuva no mês de abril dos últimos 24 anos. O Cinturão de Nuvens promete mais ainda em maio.

O  que os ludovicenses enfrentam como consequência é, principalmente, a dissolução do asfalto, causando crateras ao longo de praticamente todas as avenidas de grande circulação. Ilhada em suas casas, a população permanece como geralmente ficam os maranhenses face à tudo: calados.

Se o asfalto dissolve, há de se agradecer por haver algum pra dissolver, pois em muitos bairros não há nem isso. Se chove tanto é puro desígnio de deus ou das forças naturais e em nada está relacionado o Estado. Se estão todos ilhados, pior são os 50 mil desabrigados que perderam suas casas e vidas em outras regiões do Maranhão. E assim a cidade permanece inerte à força do cinturão, reclamando de, no máximo, um pneu ter caído num buraco.

Não, não se sabe o que fazer, mas, provavelmente, enfretar as vicissitudes com toda a redenção típica do cristianismo e da escassez de educação não resolvem nada. Saindo dessa visão de a chuva ser a senteça natural para São Luís, rapidamente se encontram os culpados: Sarneys, Lago, Palácio, Vitorino, Fecury, Murad, Castelo. E muitos, muitos outros sobrenomes, porque pelo menos isso os ludovicenses ainda tem, só sobra o auto-flagelo.

Ou não.

*pra doações aos flagelados pela chuva, dirigir-se aos postos de bombeiro, não dê nada para picaretas na porta da sua casa!

Read Full Post »

Cãimbra

Cãimbra

Impedida de assumir em definitivo a Secretaria da Mulher, Paulinha Lobão, esposa do Senador Edinho Lobão, alegou conflito de agendas. Sem lembrar também que o fato de ser apresentadora de televisão é motivo jurídico de impedimento. As feministas do Maranhão se sentiram aliviadas. Feministas? É, a informação vinculada nos meios de comunicação maranhenses é que as feministas pressionaram pra que Paulinha saísse. Se a militância no estado era a corja que era [é], imagine que figuras mitológicas seriam tais feministas.

Mas Paulinha, do alto de sua humildade disse também que se sentia despreparada para assumir a pasta. Resta esperar que ela conclua isso quanto a apresentação de programas de tv e rádio.

Fato é que a Guerreira sofreu mais um desfalque em sua batalha e as mulheres perdem algo mais em suas vidas.

Que bom!

Read Full Post »

MARÇO DE 2008

MARÇO DE 2008

“Somos as únicas opções pro Maranhão porque ________________.

Read Full Post »

Aula de JoanitaAntes do julgamento, cerca de 200 pessoas fizeram uma manifestação de apoio a Jackson Lago em frente ao prédio do TSE  do Maranhão.  Os manifestantes – alguns membros de movimentos de trabalhadores sem terra, além de militantes vindos do Maranhão- trouxeram dois bonecos gigantes, um representando a senadora Roseana Sarney, e outro, seu pai, José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado. Os manifestantes simulavam espancar os bonecos.  A segurança em frente ao TSE foi reforçada por policiais militares, mas nenhum incidente foi registrado. O integrante do MST Claudinei Barbosa disse que a luta do grupo era “em nome da democracia”.

Democracia ou não, a militância comprada e vendida de Jackson Lago não serviu e não está servindo pra nada. Talvez pra passar vergonha. A sociedade maranhense? Nem aí. Tanto faz se é uma corja ou outra que suga.  Talvez isso explique ou ateste os 200 peladinhos que foram chorar uma última miséria pelo governador cassado. Ou os mil que se alojaram no Palácio. Bandeco grátis.  Enfim,  todos estão livres de Jackson e seu bando.

Não, todos sabemos e concordamos que talvez tenha coisa pior vindo por aí. Jackson se foi, mas o bando que vem é ainda mais astuto e esperto que o anterior.  Roseana já tomou posse, anunciou seu secretariado [tosco] e sai na semana que vem em licença para uma delicada cirurgia no cérebro. A “militância” torcendo pelo insucesso até da cirurgia, duvidam?

Aliás, a militância talvez nem seja mais militância, visto que era o governo que patrocinava. E o clã Sarney não costuma mandar fazer adesivos contra si mesmo. Dois meses e o povo todo que tava gritando contra Sarney, vai pedir pra mamar um pouco nas tetas dele. Duvidam?

Depois do julgamento, o circo continua. Jackson se nega a sair do Palácio. Ridículo. E Roseana não tem outra opção a não ser lutar ainda mais ferrenhamente pelo mandato de governadora, já que renunciou ao de senadora, o que é irreversível.

A história começa de onde não vai mudar. Os poucos que gritam só pensam em si. Os que só pensam em si não gritam nunca. Os que não gritam nunca esperam por mudanças. Os que esperam não fazem nada. Os que não fazem nada são todos.

Todos iguais.

Read Full Post »

Older Posts »